A Brasília que não lê

Quem são esses brasileiros analfabetos residentes no DF?

Leia Mais

Projeto Leitura

O Projeto Leitura, tem como objetivo vencer um dos maiores desafios encontrados pelos professores e amantes da literatura: Criar o hábito da leitura.

Leia Mais

Projeto LEF

Projeto LEF Confira artigos, trabalhos, Vídeos, Fotos, projetos na seção do Letramento no Ensino Fundamental.

Leia Mais

Vejam a seguir dois textos bem elaborados por alunos do ensino médio sobre o filme baseado na personagem da HQ homônima, Mulher Maravilha. 

O filme “Mulher Maravilha” foi dirigido por Patty Jankins, roteiro de Allan Heinberg e estrelado pela atriz Gal Gadot.

Texto 1:

“Diana é filha de Hipólita, a rainha das Amazonas (sic) e (sic) por mais que sua mãe não queira ver a filha sendo uma guerreira, a luta parece estar no sangue da princesa (sic) e para ajudar em uma guerra, sua tia a ensina a treinar todos os dias. Quando sua mãe percebe que nada impedirá Diana de ser uma guerreira, apoia a filha e pede para a irmã treina-la (sic) mais intensamente.

Em um dia normal como qualquer outro naquela ilha (sic) que só havia mulheres ou super mulheres, vários barcos se aproximam com alemães armados e na frente fugindo deles Steve Trevor, que junto com os alemães encontram Themyscira e uma batalha está armada. Pelo pouco tempo que Steve fica na ilha Diana percebe que precisa acabar com a guerra, acreditando que tudo é culpa de Ares, o deus da mitológico.

mesmo (sic) sem sua mãe não gostar da ideia, Diana parte com Steve não só para acabar com a guerra, mas também, mesmo sem saber, para conhecer sua verdadeira origem.”

Nesse primeiro texto, as principais recomendações referem-se ao uso da pontuação. Na primeira linha falta uma vírgula obrigatória para marcar o aposto. É um bom exemplo do uso de aposto. Ainda nessa linha, deve-se usar uma vírgula depois da conjunção aditiva “e” para melhor legibilidade, mas essa vírgula não é obrigatória. Já na terceira linha pode-se fechar o período com ponto final.

Observe-se, ainda, a ausência do acento agudo em “treina-la (sic)”. Essa acentuação torna-se obrigatória quando o morfema {r} é suprimido no infinitivo e o pronome átono é posposto, e precedido pelo fonema /l/.

Na sequência “naquela ilha (sic) que só havia mulheres ou super mulheres” a preposição “em”, que normalmente não é usada na modalidade oral nesse contexto, tampouco foi usada no texto escrito. É preciso substituir a sequência por “naquela ilha na qual só havia mulheres ou super mulheres” para melhor evidenciar o uso da preposição. Trata-se de um fenômeno gramatical que precisará ser discutido ao longo de todo o ensino fundamental e médio.

Texto 2:

“Um filme que, na minha opinião, pode ser considerado o melhor que já vi. Pois seus trabalhados efeitos especiais e trilha sonora colaboraram para um grande espetáculo.

O filme conta a história de Mulher Maravilha desde quando ela era criança até os dias atuais. Quando era criança, a mãe dela contou-lhe uma história de um deus que era filho de Zeus, e que, por ter travado uma batalha contra seu pai, foi expulso de sua casa. Querendo vingança, decide ir a (sic) Terra e fazer uma grande guerra e apenas alguém poderia deté-lo (sic). Esse alguém foi nomeado de o Matador de Deuses. Esse alguém era ninguém menos ninguém mais que a própria Mulher Maravilha e apenas ela poderia matar o filho de Zeus.

Após uma batalha intensa o filho de Zeus foi derrotado pela Mulher Maravilha e ela continuou a sua carreira como heroína ajudando todos que precisam.”

Na terceira linha desse texto chama-se a atenção para a concordância verbal bem feita no trecho “Pois seus trabalhados efeitos especiais e trilha sonora colaboraram para um grande espetáculo.”

Observe-se que, na sequência “decide ir a (sic) Terra” deve-se usar o acento grave indicador de crase. É oportuno lembrar que, quando a palavra “terra” tem significado de terra firme, em oposição a bordo ou mar, o sinal não será usado. Vejamos alguns exemplos disponíveis na internet:

Vou à terra dos meus avós.

Cheguei à terra natal.

Ele retornou à Terra.

Depois de tantos dias no mar chegamos a terra. (firme)

No texto anterior foi comentado o uso do acento agudo na forma verbal “treiná-la”, com o verbo da primeira conjugação. Nesse segundo texto temos uma ocorrência semelhante em “deté-lo (sic)”. O aluno usou acento agudo mas, na segunda conjugação, deve ser usado o acento circunflexo: “detê-lo”.

Brasília, Julho de 2017.

Categoria pai: Seção - Blog

Uma palavra depois da outra


Crônicas para divulgação científica

Em 05 de Dezembro de 2017, chegamos a 5159downloads deste livro. 


:: Baixar o e-book para ler em seu Macintosh ou iPad
:: Baixar PDF


Novos Livros

Perfil

Nasci no remoto ano de 1945, em São Lourenço, encantadora estação de águas no sul de Minas, aonde Manuel Bandeira e outros doentes iam veranear em busca dos bons ares e águas minerais, que lhes pudessem restituir a saúde.

Leia Mais

Publicações

Do Campo para a cidade

Acesse:

 

Pesquisar