Encerrada ontem, após 57 dias de tormento, a greve da Universidade de São Paulo forneceu ao país um exemplo de tudo aquilo que democracias não podem tolerar.

Controlado por microagrupamentos radicais, a paralisação
teve tons de violência como há muito tempo não se via.

O professor José Artur Gianotti,perseguido após o golpe de 1964, resumiu o clima: Quarenta anos atrás fui calado e impedido de dar aulas por militares; hoje fui calado e impedido de dar aulas por estudantes.

A frase é perfeita, não fosse por uma possível correção.
Poderia dizer militantes em vez de estudantes.

O que ocorreu na maior universidade do país
deve servir para uma reflexão na capital.

Depois de movimento que levou ao afastamento de
administração eivada de escândalos, a Universidade
de Brasília assistiu há pouco a uma invasão ensaiada
por duas dúzias de alunos movidas por questões secundárias
e corporativas, assim como eram secundárias e corporativas
as exigências feitas por funcionários da USP.

Também lá os estudantes dividiram-se e até se chocaram,
dado o dogmatismo e o oportunismo dos militantes.
O que ocorreu em São Paulo serve, sim, de alerta.

Categoria pai: Seção - Notícias

Pesquisar

PDF Banco de dados doutorado

Em 05 de agosto de 2022, chegamos a 498 downloads deste livro. 

:: Baixar PDF

A Odisseia Homero

Em 05 de agosto de 2022, chegamos a  6.841 downloads deste livro. 

:: Baixar PDF

:: Baixar o e-book para ler em seu Macintosh ou iPad

Uma palavra depois da outra


Crônicas para divulgação científica

Em 05 de agosto de 2022, chegamos a 12.022 downloads deste livro.

:: Baixar PDF

:: Baixar o e-book para ler em seu Macintosh ou iPad

Novos Livros

 





Perfil

Nasci no remoto ano de 1945, em São Lourenço, encantadora estação de águas no sul de Minas, aonde Manuel Bandeira e outros doentes iam veranear em busca dos bons ares e águas minerais, que lhes pudessem restituir a saúde.

Leia Mais

Publicações

Do Campo para a cidade

Acesse: